Dicas Para Sair do Cheque Especial

Quase impossível resistir a tentação de um dinheiro extra, pré-aprovado, te esperando a qualquer momento. Talvez seja por isso que tanta gente acaba entrando no cheque especial. Afinal, ele é oferecido mesmo que você não queira nem precise. Se todos soubessem como o cheque especial realmente funciona e que tem os MAIORES juros do mercado, será que as pessoas ainda usariam essa modalidade de empréstimo?

Quem já pagou algum dia juros do cheque especial, sabe o risco que é utilizar dessa grana extra que o banco “camarada” oferece com tanta facilidade. Exatamente esse o motivo do sucesso do cheque especial para dos bancos, facilidade. Ele está lá simplesmente esperando ser usado com um limite extra automático. Para que você nunca use cheque especial ou esteja precisando de ajuda para pagar, criamos uma lista de dicas para sair dessa tipo de empréstimo.

Converse com o banco

Ninguém quer ficar sem receber ou ter um cliente insatisfeito.  Para o banco é muito melhor negociar suas dívidas do cheque especial do que não receber dinheiro nenhum. Assim como o banco tem muito a perder, se você deixar de pagar o empréstimo você também tem. Seu nome pode ser incluído em cadastros de restrição de crédito, como SPC/ Serasa. Sente-se com seu gerente e converse sobre um possível parcelamento, uma redução dos juros ou um novo empréstimo com juros melhores. Acredite, é uma solução melhor para você e para o banco.

Não precisa ter medo ou vergonha, o processo de negociação de dívida em bancos é algo extremamente comum e totalmente natural.

Juros menores

Como já disse acima, o juros do cheque especial é simplesmente o maior do mercado. Quando você menos espera, já existe uma bola de neve impossível de se pagar. Se você precisa de empréstimo ou quer quitar sua dívida do cheque especial mas não consegue por causa do juros, procure outros empréstimo com juros menores. Por mais que o cheque especial seja fácil e pré-aprovado, existem modalidades de empréstimos e financiamentos muito mais atrativos e com juros que são uma fração do que você pagaria no cheque especial.  Se você fizer as contas e pensar com o bolso, vai ver que vale a pena substituir uma dívida com juros alto por outra com juros baixo e mais fácil de se pagar com tempo.

Análise interna

Você chegou a pensar o porque precisou do cheque especial? Muita gente sofre com descontrole financeiro ou simplesmente não possui prioridades e gasta muito com supérfluos. Agora que você está precisando de uma solução emergencial para sua vida financeira, talvez seja a hora de olhar para dentro e pensar como você chegou até aqui.

Existem aplicativos que podem te ajudar a controlar as finanças, assim como planilhas para anotações e controle de gastos. Tenha registrado TODOS os gastos. Somente assim terá uma noção real de onde seu dinheiro vai parar todos os meses e o que pode ser feito e cortado para equilibrar as contas.

Se o texto te ajudou ou deixou mais claro o que fazer para sair do cheque especial, compartilhe com outras pessoas que podem estar precisando dessas dicas!