Vale Mais a Pena Ser PJ ou CLT?

O número de pessoas que trabalham por contrato PJ(Pessoa Jurídica) vem crescendo cada vez mais em muitas áreas . Mas, isso não significa que está  acabando o regime CLT(Consolidação das Leis Trabalhistas). Mas a tendência de acordo com especialistas da área o PJ veio para ficar e cada dia tem crescido. No número de pessoas que estão trabalhando por conta própria ou sem carteira assinada está aumentando.

Primeiramente vamos entender o que é PJ e CLT:

PJ- a sigla significa Pessoa Jurídica, No caso do PJ o salário não tem desconto pelo fato da Pessoa Jurídica ser uma prestadora de serviço sem vínculo com a empresa. Mas, devido a esse motivo o PJ também não possui nenhum benefício do CLT- que vamos conhecer posteriormente. 

Quando começa a trabalhar para uma empresa, o PJ assina um contrato de prestação de serviços. A validade do contrato deve ser  muito clara, pois a PJ não pode permanecer na empresa por tempo indeterminado, ou seja, ele não pode ser contratado para a mesma função de um funcionário CLT.

Trabalhador de carteira assinada-CLT- a sigla CLT- Consolidação Leis do Trabalho, significa que o trabalhador com a carteira assinada tem muitos direitos e benefícios como: décimo terceiro, férias, vale transporte, alimentação, licença maternidade, INSS e o recolhimento do FGTS. Mesmo com todos esses benefícios, o salário registrado na carteira não é o dinheiro que é entregue nas mãos do funcionário, o valor é menor. Devido descontar o INSS, o Imposto de Renda e em alguns casos os vales são descontados do valor que ele recebe. Normalmente, o salário do empregado do CLT tem um desconto de 1/4 do valor registrado na carteira. 

E também quem trabalha com carteira assinada tem um horário fixo, o que não ocorre com o PJ. O funcionário deve cumprir seu horário, registrando sua chegada e sua saída de jornada. 

Vantagens de ser CLT

As vantagens de ser CLT são:

  • As férias remuneradas
  • 13º salário que é uma gratificação salarial para quem tem carteira assinada e corresponde a 1/12 da remuneração por mês trabalhado
  • FGTS e Seguro Desemprego- na demissão sem justa causa o trabalhador tem direito ao seu seguro desemprego e também sacar o FGTS 
  • Ao ser contratado como CLT, além dos direitos trabalhistas previstos em lei, o funcionário pode ter mais demais benefícios, como vale-refeição e convênio médico.
  • Diferente do PJ, há muitas chances de crescer em uma empresa ao ter a carteira assinada, caso haja essa oportunidade.

Vantagens  do PJ

  • Flexibilidade, pois o PJ não é preciso cumprir um horário e não precisa bater ponto de chegada e saída, pois o contrato é apenas da tarefa 
  • Tem possibilidade de ganhar um salário maior, isso porque as empresas que contratam PJ economizam nos tributos e tendem a  oferecer um melhor salário. 
  • O MEI é uma forma simples e gratuita. O pagamento dos tributos é mensal e o valor é consideravelmente baixo.
  • Como PJ você tem a oportunidade de aumentar a sua rede de contato profissionais e pessoais. 
  • Como PJ você pode ganhar mais, prestando serviços para muitas empresas e assim aumentar os seus rendimentos.

Mas, afinal qual vale mais a pena? 

Caso você seja uma pessoa que não goste de correr riscos, gosta de uma vida de rotina e acredita que os benefícios são muito importante, o ideal para você é trabalhar pela CLT de carteira assinada. 

Agora se você não importa de correr riscos, quer uma rotina sem ter um horário fixo e tem um perfil mais ousado para ganhar dinheiro, ser PJ é a escolha ideal para você. Uma grande vantagem do PJ é ter total controle sobre sua carreira. 

Caso escolha ser PJ organize sua vida financeira para não ter imprevistos. Por isso, tenha uma reserva financeira principalmente para quem trabalha como MEI. 

Antes de fazer a escolha do regime para trabalhar informe-se sobre o mercado de atuação e avalie o seu caso.